Skip to Main Content

DEFINIÇÃO

O estrabismo é o desalinhamento dos eixos visuais.

PREVALÊNCIA NA INFÂNCIA

A prevalência na infância é de 2 a 3%.

CLASSIFICAÇÃO

O estrabismo pode ser classificado clinicamente pela direção do desvio: esodesvio (desvio convergente), exodesvio (desvio divergente) ou hiper/hipodesvio (desvios verticais).

Ele também pode ser categorizado de acordo com sua frequência. São chamados de tropias (desvios manifestos), intermitentes (quando há períodos de controle e descontrole do estrabismo) e forias (desvios latentes).

DIAGNÓSTICO

 

TESTE DE HIRSCHBERG

Visualização da simetria do reflexo de um foco de luz nas córneas do paciente (reflexos assimétricos indicam estrabismo, e simétricos, ausência de desvio manifesto).

TESTE DE COVER/UNCOVER

Visualização de movimento ocular de acordo com a oclusão de um dos olhos. O paciente é solicitado a olhar para um ponto fixo (longe ou perto), e após realiza-se a oclusão de um dos olhos (p. ex., olho direito). Se, nesse momento, houver movimentação (fixação) do olho contralateral (no caso, o olho esquerdo), há uma tropia. Se não houver movimento, procede-se com a retirada da oclusão do olho inicial; se esse olho movimentar (refixação do olhar), o diagnóstico é de foria.

Nas situações em que não há movimentação em nenhum desses momentos (cover/uncover), realiza-se o mesmo procedimento no olho contralateral. Caso ocorra desvio ou movimentação, classifica-se novamente como tropia ou foria, além de determinar qual é o olho preferencial (no caso, o esquerdo, que não movimentou durante o teste).

É importante ressaltar que, ao nascimento, os bebês podem apresentar desvios intermitentes, que em geral melhoram após o quarto mês de vida. Estrabismo presente após esse período ou desvios permanentes já ao nascimento devem ser encaminhados ao oftalmologista.

FORMAS CLÍNICAS

 

ESOTROPIAS

ESOTROPIA INFANTIL

  • etiologia: ainda desconhecida

  • incidência: 1:1.000 crianças

APRESENTAÇÃO CLÍNICA

Desvio convergente que, normalmente, inicia-se no primeiro ano de vida. Desvio ocular de grande amplitude, podendo haver nistagmo, hiperfunção de músculos oblíquos e posição viciosa de cabeça associados.

TRATAMENTO

É realizado pelo oftalmologista e inclui tratamento da ambliopia e, na maioria dos casos, cirurgia.

ESTRABISMO ACOMODATIVO

ETIOLOGIA

Envolve três fatores: hipermetropia não corrigida, convergência acomodativa e insuficiência de divergência.

APRESENTAÇÃO CLÍNICA

É o mais frequente dos desvios oculares adquiridos. A idade de início é em torno dos 2 aos 5 anos de vida (raro em menores de um ano). Pode iniciar-se de forma intermitente e após torna-se constante ...

Pop-up div Successfully Displayed

This div only appears when the trigger link is hovered over. Otherwise it is hidden from view.