Skip to Main Content

INTRODUÇÃO

A glândula prostática é o órgão masculino mais comumente afetado por neoplasias benignas ou malignas. McNeal e colaboradores (1998) popularizaram o conceito de anatomia zonal da próstata. Três zonas distintas foram identificadas (Fig. 23–1). A zona periférica representa 70% do volume da próstata do adulto jovem, a zona central 25%, e a zona de transição constitui 5%. Essas zonas anatômicas têm sistemas de ductos distintos, mas, o que é mais importante, são afetadas diferencialmente por processos neoplásicos. Sessenta a setenta por cento dos carcinomas da próstata (CaP) originam-se na zona periférica, 10 a 20%, na zona de transição, e 5 a 10%, na zona central (McNeal et al., 1988). A hiperplasia prostática benigna (HPB) se origina uniformemente na zona de transição (Fig. 23–2).

Figura 23–1

A: Visão lateral esquemática da próstata. B: Corte lateral da próstata. C: Visão transversal da área mostrada em B.

Figura 23–2

Toda a montagem da próstata no nível da porção média da uretra prostática. Observe o verumontano (V) e áreas de câncer de próstata (CaP) na zona periférica e áreas de hiperplasia prostática benigna (HPB) na zona de transição.

HIPERPLASIA PROSTÁTICA BENIGNA

Incidência e epidemiologia

A HPB é o tumor benigno mais comum nos homens, e sua incidência está relacionada com a idade. A prevalência de HPB histológica em estudos de necropsia se eleva de aproximadamente 20% em homens na idade de 41 a 50 anos, para 50% naqueles com idade de 51 a 60, e maior que 90% em homens com mais de 80 anos. Embora evidências clínicas de doença ocorram menos comumente, os sintomas de obstrução prostática também se correlacionam com a idade. Com 55 anos de idade, aproximadamente, 25% dos homens relatam sintomas miccionais obstrutivos; com 75 anos, 50% dos homens queixam-se de uma diminuição da força e do calibre de seu jato urinário.

Os fatores de risco para o desenvolvimento de HPB são mal compreendidos. Alguns estudos têm sugerido uma predisposição genética, e alguns têm notado diferenças raciais. Aproximadamente 50% dos homens com menos de 60 anos que sofrem cirurgia para HPB podem ter uma forma hereditária da doença. Essa forma é mais provavelmente um traço autossômico dominante, e parentes masculinos em primeiro grau têm um risco relativo aumentado em aproximadamente quatro vezes.

Etiologia

A etiologia da HPB não é compreendida completamente, mas parece ser multifatorial e ter controle endócrino. A próstata é composta por elementos tanto epiteliais como do estroma, e cada um, isoladamente ou em combinação, pode dar origem a nódulos hiperplásicos e aos sintomas associados à HPB. Cada elemento pode servir de alvo em esquemas de tratamento médico.

...

Pop-up div Successfully Displayed

This div only appears when the trigger link is hovered over. Otherwise it is hidden from view.