Skip to Main Content

INTRODUÇÃO

Os distúrbios do sistema reprodutor feminino podem ocorrer em consequência de doença em um dos vários órgãos reprodutores: os ovários, as tubas uterinas, o útero, o colo do útero, a vagina ou a mama. Durante os anos reprodutivos, esses distúrbios manifestam-se frequentemente na forma de menstruação alterada, dor pélvica ou infertilidade. Os cânceres que surgem nesses tecidos ocorrem com mais frequência nos anos reprodutivos tardios ou durante a menopausa. Infelizmente, por vários motivos, esses cânceres já apresentam, muitas vezes, uma elevada taxa de mortalidade e alta incidência de metástases quando são diagnosticados. Alguns órgãos são de localização profunda e relativamente inacessíveis à palpação (ovários). Outros têm poucos nervos sensitivos (ovário, tubas uterinas) e, portanto, permanecem assintomáticos. Além disso, as mamas possuem grande quantidade de tecido adiposo, o que pode dificultar a detecção precoce do câncer de mama. A única exceção é o colo do útero, que tem fácil acesso à vigilância a partir da realização do esfregaço de Papanicolaou e da triagem do papilomavírus humano (HPV), levando a uma acentuada redução na taxa de mortalidade do câncer do colo do útero.

Os distúrbios do sistema reprodutor feminino também podem ocorrer em consequência de doença em outros órgãos, cujas funções afetam os órgãos reprodutores (p. ex., encéfalo, hipotálamo, hipófise, tireoide, glândulas suprarrenais, rins e fígado). A apresentação desses distúrbios é geralmente indolor.

Por outro lado, os distúrbios do sistema reprodutor podem causar distúrbios em outros tecidos. Os hormônios ovarianos são necessários para a manutenção e a saúde da maioria dos tecidos nas mulheres. Alterações desses hormônios podem levar à osteoporose (perda da massa óssea), atrofia e inflamação dos tecidos privados de estrogênio (p. ex., vaginite atrófica), aterogênese, alterações da complacência cardiovascular e risco aumentado de algumas formas de câncer (p. ex., carcinoma de endométrio, em virtude do excesso de estrogênio e da deficiência de progesterona). A disfunção do sistema reprodutor também pode contribuir para variantes singulares de doenças sistêmicas, como o diabetes gestacional e a síndrome hipertensiva de pré-eclâmpsia-eclâmpsia.

PONTO DE CHECAGEM

  • 1. Como os distúrbios do sistema reprodutor feminino manifestam-se durante os anos férteis?

  • 2. A que se pode atribuir a falta de redução da taxa de mortalidade do câncer de ovário, ao contrário da taxa de mortalidade do câncer de colo do útero?

  • 3. Quais são as consequências da disfunção do sistema reprodutor?

ESTRUTURA E FUNÇÃO NORMAIS DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

ANATOMIA

Os órgãos pélvicos reprodutivos incluem a vagina, o colo do útero, o útero, as tubas uterinas e os ovários (Figura 22–1). Os dois ovários contêm milhares de folículos, cada um deles com um ovócito circundado por uma camada de células granulosas e células da teca. Estas células de sustentação produzem esteroides e produtos parácrinos, que são importantes na maturação dos folículos e na coordenação dos eventos da reprodução. As ...

Pop-up div Successfully Displayed

This div only appears when the trigger link is hovered over. Otherwise it is hidden from view.