Skip to Main Content

INTRODUÇÃO

O pâncreas é uma glândula com funções tanto exócrinas quanto endócrinas. O pâncreas exócrino contém ácinos, que secretam suco pancreático para o duodeno por meio dos ductos pancreáticos (Figura 15–1). O suco pancreático contém numerosas enzimas, algumas das quais secretadas inicialmente como zimógenos em uma forma inativa. Uma vez ativadas, essas enzimas ajudam a digerir o alimento e a prepará-lo para a absorção no intestino. Distúrbios que interferem na atividade normal das enzimas pancreáticas (insuficiência pancreática) causam má digestão de gorduras e esteatorreia (fezes gordurosas). A patologia do pâncreas exócrino resulta de inflamação (pancreatite aguda, pancreatite crônica), neoplasia (adenocarcinoma de ducto, tumores neuroendócrinos e outras neoplasias pancreáticas) ou obstrução de canal por cálculos ou muco anormalmente viscoso (fibrose cística).

FIGURA 15–1

Anatomia do pâncreas. (Cortesia de W. Silen.)

O pâncreas endócrino é composto pelas ilhotas de Langerhans. As ilhotas são distribuídas por todo o pâncreas e contêm várias células diferentes produtoras de hormônios. As células das ilhotas produzem hormônios, como a insulina, que são importantes na absorção, na armazenagem e no metabolismo de nutrientes. A disfunção do pâncreas endócrino pode causar diabetes melito (ver Capítulo 18).

Em alguns pacientes, as disfunções exócrina e endócrina ocorrem simultaneamente.

ESTRUTURA E FUNÇÃO NORMAL DO PÂNCREAS EXÓCRINO

ANATOMIA

O pâncreas é um órgão sólido que se encontra no retroperitônio no sentido transversal, profundamente dentro do epigastro. Ele é preso firmemente por ligamentos em posição anterior à aorta suprarrenal e à primeira e segunda vértebras lombares. Assim, a dor da pancreatite aguda ou crônica situa-se profundamente na região epigástrica e, com frequência, se irradia para as costas.

Normalmente, o pâncreas tem cerca de 15 cm de comprimento, embora um pâncreas normal pese menos de 110 g. O órgão é coberto por uma cápsula fina de tecido conectivo que envia septos para dentro dele, separando-o em lóbulos.

O pâncreas pode ser dividido em quatro partes: cabeça, inclusive o processo uncinado; colo do pâncreas; corpo; e cauda. A cabeça é a parte mais grossa da glândula (2 a 4 cm) e fica na “alça em C”, ou espaço curvo entre a primeira, segunda e terceira porções do duodeno. O processo uncinado é a porção que se estende no sentido dorsal e para a esquerda atrás dos vasos mesentéricos superiores. O pescoço conecta a cabeça e o corpo e fica imediatamente ventral aos vasos mesentéricos superiores. O corpo se situa transversalmente no espaço retroperitoneal, limitado superiormente pela artéria esplênica e dorsalmente pela veia esplênica. A cauda do pâncreas é menos fixa no retroperitônio e se estende em direção, e com frequência diretamente adjacente, ao hilo do baço.

Embriologicamente, o pâncreas se desenvolve como dois brotos endodérmicos separados a partir do intestino ...

Pop-up div Successfully Displayed

This div only appears when the trigger link is hovered over. Otherwise it is hidden from view.